Investimentos Seu Dinheiro Tesouro Direto

O QUE É TESOURO DIRETO E COMO FUNCIONA

O INVESTIMENTO SEGURO – TESOURO DIRETO

Se você é um internauta que está a procura de bons conhecimentos para iniciar sua jornada de investimentos em tesouro direto você chegou ao lugar ideal para esclarecer suas dúvidas sobre esse tipo de investimento.

O QUE É TESOURO DIRETO?

O Tesouro Direto é um programa de negociação de títulos públicos para pessoas físicas. Ele é ideal para investidores iniciantes que possuem pouco dinheiro para investir, porque ele realmente exige pouco custo e é uma opção segura de investimento. Como os títulos públicos são considerados os ativos com menor risco em uma economia e são PÚBLICOS as pessoas que querem iniciar a vida no mercado de investimentos preferem se aventurar nesse estilo de investimento.

 

ESTE É O INVESTIMENTO IDEAL PARA PESSOAS QUE BUSCAM SEGURANÇA

Investir em tesouro direto é um dos melhores – senão o melhor – tipos de investimento para pessoas que buscam menores riscos e querem obter lucros de maneira segura, lucros mais facilmente garantidos. O tesouro direto é um investimento para quem quer uma característica: SEGURANÇA.

 

Se você é uma daquelas pessoas que possuem interesse em:

 

  • investir seu dinheiro com a menor probabilidade de perda possível
  • investir pouco dinheiro para saber como funciona o mercado de investimentos
  • ter o máximo de garantia possível de lucro em um investimento

 

Então tesouro direto é o melhor tipo de investimento para você.

Para pessoas da classe C para baixo explorar esse “braço” do mercado de investimentos é uma boa ideia afinal tesouro direto é investir em títulos públicos, ou seja, você está na prática emprestando dinheiro para o governo.

 

Como o governo é bem mais difícil de ir á falência (especialmente no Brasil graças á alta carga tributária) o seu dinheiro sempre estará lá para você pegar de volta, não é como em ações, que você corre o risco da empresa falir e com isso você perde todo o seu investimento.

 

Por causa disso se você quer se sentir SEGURO ao começar seus investimentos a opção para você se aventurar é investir em tesouro direto, mas mesmo esse tipo de investimento precisa de alguns cuidados, então hora de saber como funciona o investimento em tesouro direto para você não se perder.

 

E relaxe, essa parte é especialmente para iniciantes.

 

COMO FUNCIONA O INVESTIMENTO EM TESOURO DIRETO

O tesouro direto é um investimento de RENDA FIXA, ou seja, você sabe mais ou menos o que esperar após investir o seu dinheiro, mas o que define o quanto você sabe é se você escolheu entre títulos PRÉ-fixados e PÓS-fixados. Outra característica de como ele funciona é que o tesouro direto é voltado para investimentos de médio a longo prazo com rendimentos na média de 10% a 12% quando se trata de retorno nominal (o quanto as instituições divulgam) OU entre +- 6% de retorno real ( retorno nominal – inflação) ao ano. Os títulos de tesouro direto são divididos da seguinte forma:

 

  • pré-fixados – LTN e NTN-Fs
  • pós-fixados – NTN-B, NTN-B Principal e LFT

 

Pós-fixados

São as Letras Financeiros do Tesouro (LFTs). A rentabilidade desse tipo de investimento está relacionado á taxa básica de juros, mais conhecida como TAXA SELIC (+- 7,5% ao ano). Quando os juros estão altos (taxa SELIC subiu), a rentabilidade sobe e vice-versa.

 

Pré-fixados

São as Letras do Tesouro Nacional (LTNs) e as Notas do Tesouro Nacional série F (NTN-F), que pagam uma rentabilidade X no momento que você a compra. O ideal para comprar esse tipo de título é quando os juros estão caindo, porque esse título fixa a remuneração no momento da compra, o que protege você de um corte futuro na Selic.

 

Indexados á inflação

Uma categoria dos índices pós-fixados, eles são as Notas do Tesouro Nacional série B (NTN-B), que pagam um juro prefixado, ou seja, ele é acordado no momento que você o compra e é somado á inflação do índice IPCA, que é o índice oficial do governo para a inflação.

 

Então:

Se você quer ter um pouco mais de lucros você deve investir em títulos PÓS-fixados.

Se você quer ter um lucro seguro você deve investir em títulos PRÉ-fixados.

 

O que você vai escolher depende do seu nível de aceitação de riscos, porque por mais que você planeje e estude o mercado você nunca vai conseguir prever totalmente as variações, então pense bem aonde você vai investir o seu dinheiro. O ideal para quem está começando a se aventurar em investimentos é investir em títulos pré-fixados para entender o funcionamento do mercado de tesouro direto, suas particularidades etc.

 

E PARA COMEÇAR A INVESTIR EM TESOURO DIRETO O QUE PRECISO FAZER?

O lado bom é que você fará tudo através da internet e você deve seguir 4 passos simples:

 

  1. Cadastre-se no site Tesouro Direto e abra uma conta em uma corretora de valores.
  2. Analise o prazo do título que você pretende comprar
  3. Acompanhe o desempenho
  4. O tesouro disponibiliza maneiras de reinvestimento automático e compra programada
  5. Resgate apenas ás quartas-feiras

 

Para você que é pessoa física e está começando na área de investimentos, existem 3 tipos de títulos que muitas pessoas escolhem, que são:

 

  • LTN – Letra do Tesouro Nacional – título com rentabilidade pré-definida

Nesta categoria de título público, você já sabe quanto você vai lucrar e você já sabe qual será a taxa de juros a ser paga no final da aplicação.

 

  • LTF – Letra do Tesouro Nacional – título com rentabilidade diária atrelada á Selic

Aqui nessa categoria de título, você não sabe totalmente  qual será o seu lucro no final, porque ele depende da taxa Selic. Taxa Selic sobe, você ganha, taxa Selic desce, você perde.

 

  • NTN-B – Nota do Tesouro Nacional – título com rentabilidade atrelada á variação IPCA

Outra categoria em que existe a variação e a incerteza da rentabilidade no final da aplicação. Como a NTN-B é baseada na variação do IPCA (que flutua todos os meses) não existe certeza do rendimento no final da aplicação.

 

 

AGORA VAMOS AOS RISCOS REAIS

Existem basicamente 2 tipos de riscos de tesouro direto, o de CRÉDITO e o de MERCADO.

O de crédito é se o governo não consegue pagar as contas porque ninguém está pagando ele. Por exemplo, se as pessoas deixam de pagar os créditos, empréstimos e financiamentos aos bancos, eles vão a falência, já um país inteiro falir é altamente improvável. Por isso o risco de crédito é praticamente inexistente.

O de mercado é relacionado ao comércio e a imóveis, então se a economia está andando bem e está estável os títulos ficam mais estabilizados, mas se existe grandes altos e baixos no mercado (mudanças de preços constantes, preços de aluguéis etc) então a volatidade é maior, o que pode significar mais LUCRO ou também mais perda.

 

Existe um SIMULADOR no site do Tesouro direto que tem essa cara se você tiver interesse:

 

Então se você quer investir em algo seguro, rentável e que você não precisa ficar checando como estão as notícias e as variações do mercado, invista em tesouro direto porque certamente é o que vai mais te beneficiar no momento que você está iniciando em investimentos. Aprenda quais são os riscos reais, estude o mercado primeiro, veja como anda o mercado de comércio e o de imóveis e compre títulos, mas esteja sempre 1 passo a frente, para não perder o seu dinheiro que pode te render um apartamento no futuro.

 

Invista inteligente agora, para sacar grandes rendas depois.

Essa modalidade de investir pode ser sua aposentadoria extra, lembre-se disso.

Até a próxima caro leitor.

Abraços!

P.S. Gostou deste artigo, compartilhe, pode ser útil para mais alguém.

Leia também este outro artigo, pois ele contém mais informações sobre este tema.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.